Campanha Salarial – Assembleia aprova 7,5% de reajuste salarial e R$350,00 de ajuda alimentação

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 82

Campanha Salarial – Assembleia aprova 7,5% de reajuste salarial e R$350,00 de ajuda alimentação

A primeira Assembleia Geral Extraordinária da Campanha Salarial 2020/2021,  realizada nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, às 16h,  na sede do Sinposba, em Salvador, aprovou a proposta de índice de reajuste salarial de 7,5% e ajuda alimentação de R$350,00, e a pauta completa de reivindicações da categoria, que será entregue ao sindicato patronal, no final do mês de fevereiro.

Preservar Empregos, Garantir Direitos!

Para o  presidente do Sinposba, Antonio do Lago, “é preciso união e unidade de ação para enfrentar a retirada de direitos neste cenário bastante preocupante.”

O ano de 2019 foi um ano de lutas e resistência com muitas mobilizações para a classe trabalhadora brasileira diante do alto índice de desemprego e retrocessos, agendados no primeiro ano do governo Bolsonaro, entre eles: Retirada de direitos, arrocho salarial, reforma da Previdência, trabalho intermitente, desregulamentação das relações de trabalho, precarização, terceirizações, fim do Ministério do Trabalho, redução do papel da Justiça do Trabalho, além dos ataques à nossa organização sindical.

Acumular forças

Nossa categoria não está imune aos ataques patronais e do governo federal; nossa reação é fruto da força da nossa mobilização e organização em nosso Sindicato. Por isso é importante e necessário o fortalecimento do Sinposba com a sindicalização de mais e novos colegas, mantendo e construindo uma entidade forte.

Agora em 2020, a luta de resistência e a acumulação de forças continuam nesta Campanha Salarial, por uma Convenção Coletiva de Trabalho – CCT que preserve nossos empregos decentemente e garanta nossos direitos, superando as atuais leis trabalhistas que prejudicam enormemente as conquistas históricas da classe trabalhadora.

Nossos direitos estão por um fio, não podemos recuar. Precisamos arregaçar as mangas e continuar a luta contra a implantação do self service, que ameaça milhares de empregos em todo o país e encontra apoio do sindicato patronal em nosso estado.

A Assembleia deliberou sobre a seguinte pauta:

a) Discussão e aprovação das reivindicações que serão formuladas pelos empregados para renovação da Norma Coletiva de Trabalho, específica da categoria nos municípios conforme registro sindical no CNES/MTE; b) outorga de poderes à Diretoria do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado da Bahia, para encaminhamento das reivindicações, para Representação Patronal e/ou Empresas; Representação dos trabalhadores nas negociações para celebrar ou não Acordo Coletivo de Trabalho e/ou Convenção Coletiva de Trabalho e, no caso de malogro nos entendimento, para suscitar Dissídio Coletivo perante o  Tribunal Regional do Trabalho competente, e se for o caso exercer o direto de greve; c) fixação de índice, discussão sobre o valor e autorização de desconto da Taxa Assistencial desta Campanha Salarial e da Contribuição Confederativa Constitucional; d) deliberação sobre a transformação da assembleia em permanente, em toda jurisdição da Federação no Estado da Bahia, até a renovação da Norma Coletiva da categoria. Autorização coletiva prévia para fixação de índice ou valor, do desconto da Taxa Assistencial desta Campanha Salarial e da Contribuição Confederativa Constitucional.

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 82