O Braço Forte dos Trabalhadores

Pacto Nacional pelo combate às desigualdades Foto: Rádio Peão 

As desigualdades econômicas, sociais e políticas, em suas várias formas, são obstáculos para o Brasil se tornar um país desenvolvido. Somos um país muito rico, mas a miséria aflige grande parte da população, majoritariamente trabalhadora.

No mundo do trabalho, apesar dos esforços feitos pelos sindicatos, que buscam melhores salários, condições de trabalho, saúde e segurança, as desigualdades persistem. É urgente superar tais obstáculos!

Por isso, as Centrais Sindicais saúdam a iniciativa mobilizadora divulgada pelo Jornal Folha de São Paulo, no dia 06/08, através do artigo Pacto Nacional pelo Combate às Desigualdades assinado por Fabiana Pinto, Marcio Blanck, Neca Setúbal e Oded Grajew e anunciam que estarão juntas nessa empreitada, ampliando esse movimento e participando das iniciativas.

O propósito desse movimento é articular força social, política econômica em torno de um compromisso coletivo com a justiça e de cooperação para enfrentar as mais variadas formas de desigualdade, conforme nos apresentaram os facilitadores do movimento na reunião realizada com as Centrais Sindicais no dia 02/08.

Desde já indicamos aos nossos sindicatos, federações e confederações que se integrem nesse movimento e em suas iniciativas nacionais e locais.

Participaremos, no dia 30 de agosto próximo, do lançamento do Pacto Nacional pelo Combate às Desigualdades, que marcará a apresentação das primeiras ações práticas do Pacto. São elas:

• Observatório Brasileiro das Desigualdades;

• Frente Parlamentar de Combate às Desigualdades;

• Prêmio de Combate às Desigualdades para municípios que tiverem obtido os melhores resultados na redução de desigualdades;

• Lançamento de publicações com propostas concretas para municípios, empresas e entidades sindicais combaterem as desigualdades;

• Apresentação de pesquisa do IPEC sobre percepções dos brasileiros sobre desigualdades e mapa das desigualdades entre capitais brasileiras.

Endereço para acesso nas redes sociais: @combateasdesigualdades

São Paulo, 07 de agosto de 2023. 

– Moacyr Auersvald, Presidente da NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores) 

– Sergio Nobre, Presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores) 

– Miguel Torres, Presidente da Força Sindical 

– Ricardo Patah, Presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores) 

– Adilson Araújo, Presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) 

– Antonio Neto, Presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) 

– Nilza Pereira de Almeida, Secretária-geral da Intersindical (Central da Classe Trabalhadora)

– José Gozze, Presidente da PÚBLICA, Central do Servidor

Clique AQUI e acesse aíntegra do documento

Ativar notificações OK Não Obrigado